Coração Galáctico

Uma vez eu estava voltando da minha escola á noite, em minha adolescência e vi a seguinte frase em um para-choque de caminhão: “o impossível só existe nas mãos trêmulas de quem tem medo de tentar”. É impossível quando encontramos verdadeiramente o Mestre, não crer e não fazê-lo um ideal de vida a ser seguido. É impossível não encontrar a Deus, simplesmente quando olhamos acima e abaixo, e em tudo o que nos acontece. Impossível deixar de crer no amor do Criador, quando se percebe tudo no lugar, nada errado, tudo se movendo para o destino da chegada. Impossível olhar a tudo e não encontrar o Pai. Impossível para o buscador consciente, que já não consegue deixar de crer no Amor Maior, de Deus Pai-Mãe, Fonte Divina. É impossível não crer. Impossível, quando eu me calo, ou falo, em tudo, acima e abaixo, em cada fresta de luz a dissipar a escuridão. Impossível ver a luz e negá-la, para todo aquele que já não se pergunta “por quê”, quando as próprias palavras já traduzem esse Amor. Impossível não encontrar a Deus, quando fazemos Dele o maior ideal em nossas vidas. Realmente impossível cair e não se levantar, agredir e não se redimir imediatamente ou em pouco tempo, chorar, mas se perguntar se tem o direito mesmo de chorar, ser agredido e se perguntar, quem realmente agrediu quem? Quando reconhecemos o agressor, como o construtor do maior mal a si mesmo. Em tudo o que me ocorre, impossível não crer na justiça, e na certeza de que tudo está no seu lugar. Eu olho, tudo ao meu redor, em tudo encontro Deus. Acima, abaixo, na Terra, nas estrelas, aonde quer que eu vá. Em tudo o que me acontece, o amor está guiando, como a luz da estrela de Belém, impossível ao buscador consciente, não caminhar em direção aos milagres. Impossível, impossível perder a fé, aquele que como o Filho de Deus, também traduz o Amor Maior. Impossível, impossível. Impossível dizer impossível, aquele que já entende e sente, o pensamento que vive em Deus, e acredita na luz que é o seu próprio viver, como Aquele Cristo, que é como um sonho, como um sonho onde eu me doou por inteiro e junto ao Pai sigo e já não há mais talvez, porque a força do querer basta, sempre. O pensamento vive no Cristo, vive no Divino, luz do meu viver. Jesus não pergunta mais se pode entrar, a porta está sempre aberta, porque para todas as minhas perguntas sem resposta, eu simplesmente digo: Eu te amo. Não há medo algum naquele que colhe o que é, e sendo parte do fluxo, parte da tradução do amor divino que conduz, leva a paz e a verdade, com uma única certeza: a da luz eterna sob as nossas cabeças, estendida até o céu!

Namastê,

Denise Castelo Nogueira

www.coracaogalactico.com.br

Inspirada por:

Siga e Curta a Página